Thunderbolt 2018 movimenta o Brasil

0
1805

O Estado de São Paulo vai sediar, no dia 31 de maio de 2018, a segunda edição da Operação Thunderbolt. O evento internacional focado na modalidade Milsim, realizado pela primeira vez no Panamá em 2015, deverá reunir aproximadamente 500 participantes e 15 veículos militares, tornando-se um dos principais eventos de airsoft do calendário brasileiro.

Acima vídeo da Operação Thunderbolt realizada no Panamá em 2015 (Fonte: Youtube).

Sobre o evento a revista Airsoft Action Magazine entrevistou o idealizador Rodney Schunck, membro da equipe Thunderbolt e delegado da Força Tarefa Nacional – FTNA. Inicialmente, em nome da revista Airsoft Action Magazine gostaríamos de parabenizar pelo evento e agradecer por nos dar a oportunidade de saber um pouco mais sobre a Operação Thunderbolt, através desta entrevista.

1) Como surgiu a ideia de trazer o evento internacional Thunderbolt para o Brasil?

Comecei a praticar airsoft em 2010 quando por motivos de trabalho me mudei para o Panamá. Neste tempo o airsoft se encontrava em rápido crescimento lá, existiam várias equipes e algumas com o foco bem definido e grande sede de aprender, praticar e desenvolver o airsoft realmente milsim. Uma destas boas equipes, sabendo da minha experiência militar me convidou para ser seu comandante, assim nasceu a equipe 1PARA, entre bons e dedicados operadores e amigos encontrei o meu lugar, junto a estes tive a grande oportunidade de criar e praticar todo meu conhecimento e paixão, além de reencontrar algo de valor inestimável que sentia falta desde meu tempo de caserna, a irmandade e lealdade entre os homens de farda.

No inicio de 2014, estava bem desapontado em participar de vários eventos que se vendiam, e muito bem, como sendo eventos milsim mas na verdade eram apenas “longos jogos de domingo focados no churrasco e troca de patch, inevitavelmente com um público totalmente misturado, com equipes realmente com bons níveis de conhecimento e prática de airsoft milsim e equipes sem a menor ideia ou totalmente equivocada sobre o que é milsim.

Em 2015, realizei a primeira edição da Operation Thunderbolt no Panamá, especificamente no Fort Sherman, uma imensa, antiga e abandonada base militar do exército dos Estados Unidos, foi uma experiencia incrivelmente gratificante onde pude materializar com sucesso o meu maior desejo de criar um evento para operadores realmente milsim. Estiveram presentes nesta edição aproximadamente 300 operadores de 10 diferentes países. Sempre tenho em mente trazer novidades e inovações em tudo que faço, para a Operation Thunderbolt em 2015 desembarques em praias, grupos de mergulhadores de combate, reais demolições de objetivos e a presença ativa nos combates das Forças Especias do SENAFRONT do Panamá deram um brilho especial ao evento surpreendendo e agradando todos os operadores participantes.

Novamente, por motivos de trabalho, em fevereiro de 2015 tive que me mudar para a Alemanha, exatamente duas semanas após o término da Operation Thunderbolt no Panamá. Desde então me perguntavam sobre a próxima edição da Operation Thunderbolt. Neste tempo apareceram algumas oportunidades em diferentes países, Peru, Aruba, Chile, Colômbia e até mesmo no Panamá, mas sempre por algum motivo fora do meu controle não foi possível realizar. Um dos maiores contingentes que participaram da primeira edição no Panamá foi a brasileira composta principalmente por membros da FTNA (Força Tarefa Nacional de Airsoft) e da FPDA (Federação Paulista Desportiva de Airsoft) desde então nasceu uma relação muito boa de amizade e profissionalismo. Foi desta relação que nasceu a ideia e posterior um convite oficial por parte destas entidades para que eu realiza-se no Brasil em 2018 a segunda edição da Thunderbolt.

Para fechar, Thunderbolt 2015 foi um êxito total, mas você pode procura e não vai encontra nenhuma linha escrita onde eu diga que “eu sou o maior e melhor eventos de airsoft milsim”, porque? Por que tenho algo muito claro, não sou eu quem tem que dizer isto, são os operadores que participaram da minha operação. Procuro sim dar o melhor de mim, me dedicando e trabalhando duro para fazer meus eventos para estes meus amigos e operadores, que sempre que encontro um, seja pessoalmente ou através de uma simples mensagem, invariavelmente me perguntam: “Rod, pelo amor de Deus, quando vai ter outra Thunderbolt”

2) Poderia nos falar um pouco sobre o evento? Endereço, valor, veículos militares e número esperado de participantes?

Nosso evento será realizado em uma imensa fazenda com 10.000.000 de a apenas 10 minutos do centro da cidade de Leme, interior do Estado de São Paulo. Com fácil acesso por excelentes rodovias e estradas asfaltadas. Para os que virão de outros Estados por via aérea os aeroportos mais próximos são o de Viracopos em Campinas ou mesmo o de Guarulhos. Em nosso website os operadores podem encontrar, na página de contato, as informações detalhadas como chegar.

O Valor cobrado será de R$ 190,00. Estarão Inclusos a Inscrição, segurança privada, manobra militar adaptada ao airsoft, veículos militares, estacionamento, praça de alimentação, ambulância, área de acampamento com banheiros, lojas, armeiros, sorteio de produtos, kit de boas vindas, medalha Thunderbolt, certificado e etc.

Até o momento temos confirmados 15 veículos militares e 500 inscritos, mas acredito que vamos ter que abrir vagas adicionais, poucas claro, pois estamos recebendo diariamente pedidos de vagas extras, pelo fato de prezarmos muito a qualidade de operadores em campo e não a quantidade. Queremos evitar a explosiva mistura entre operadores verdadeiramente milsim, que é realmente o nosso público, e jogadores simplesmente For Fun.

3) Qual a diferença da Operação Thunderbolt para outros eventos realizados no país?

No Brasil, como em outros países onde se é permitido a prática do airsoft, existe uma interpretação e uso errado sobre o que é airsoft MILSIM.

Para muitos se considerar MILSIM é apenas vestir uniformes e equipamentos militares e jogar mata-mata em um cenário militarizado… isto é um tremendo erro. MILSIM é um conceito, realmente quase uma filosofia para os que o praticam. Envolve muito estudo, conhecimento, treino, dedicação e paixão na busca desta prática, o objetivo de todo este esforço é atuar dentro de um campo de batalha exatamente da mesma maneira disciplinada, organizada, eficiente e letal que as verdadeiras e modernas unidades militares. Isto é ser MILSIM!

Desde o início do projeto THUNDERBOLT, em 2014, apresentamos ao público em cada peça de comunicação nossos reais valores, nosso DNA, nosso conceito guia, que é ser um sermos um evento realmente 100% MILSIM. Mais que um evento de airsoft, somos uma verdadeira manobra militar adaptada ao airsoft. Nosso grupo de operadores com experiência militar, tendo estes servido muitos anos em unidades de Cavalaria, Infantaria, Operações Especiais e Paraquedistas estão a frente do planejamento e realização desta manobra. Para a segunda edição, agora no Brasil, estamos secretamente desenvolvendo e adaptando para o airsoft vários matérias inovadores e tecnológicos, somente encontrados e utilizados atualmente em exercícios militares reais.

Estamos confiantes que a realização da THUNDERBOLT no Brasil em 2018 vai ajudar o esforço, já sendo feito por operadores e equipes brasileiras, na criação de uma forte e clara linha divisória entre os eventos oferecidos e praticantes de airsoft, com isto será possível identificar facilmente quais e quem são verdadeiramente MILSIM dos demais.

E falando um pouco mais sobre eventos de airsoft, vejo que hoje existem bons eventos MILSIM. Mas, infelizmente, a maioria dos organizadores de eventos usam o conceito MILSIM somente para atrair jogadores, mas na realidade é bem outra, eles montam “Eventos Frankenstein” onde simplesmente copiam, misturam e colam pedaços de diferentes eventos, muitos internacionais, o problema é que o foi copiado não se adapta facilmente aos diferentes tipos de terreno, áreas do jogo incompatíveis, número excessivo de participantes e a explosiva mistura entre jogadores de tudo quanto é tipo, claro o resultado é um verdadeiro desastre, a única coisa que realmente sabem fazer bem é o marketing. Por isto quando vejo eventos de airsoft se vendendo sendo “o maior e melhor” fico completamente desconfiado!

4) Por fim, alguma dica ou sugestão para quem irá participar do evento?

Estudar, conhecer, treinar e se dedicar e a busca da prática realmente 100% MILSIM! Pois certamente faremos outras edições da Thunderbolt no Brasil e você vai estar cada vez mais preparado.

Para maiores informações sobre o evento, acesse: www.thunderboltairsoft.com

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Informe o Código para Comentar *