A importância de uma equipe médica em eventos de airsoft/paintball

0
2374

Organizar um evento, seja ele de airsoft ou paintball, é um desejo de inúmeras equipes e atletas pelo país. Os responsáveis pela realização de eventos esportivos devem criar um ambiente descontraído e proporcionar aos participantes principalmente entretenimento, levando em conta uma série de variantes na hora de planejar um evento.

O ponto de partida não pode ser outro: antes de pensar em inúmeros detalhes, a segurança deve ser a palavra de ordem para garantir a qualidade e integridade física dos participantes. Muitos organizadores abdicam do atendimento médico para investir o valor arrecadado em brindes ou realizar os eventos em locais com menor custo e pouca segurança, por exemplo, mais isso não é recomendado.

Acima imagem da ambulância presente durante o ASD2016, realizado em São Paulo – SP (Fonte: FTNA).

Um evento deve sempre contar com uma equipe médica capacitada e preparada  para que possa agir com eficácia e rapidez no caso de algum imprevisto, comum entre participantes que não praticam nenhum tipo de atividade física.  Serviços de atendimento médico como postos médicos ou a presença de ambulâncias e socorristas são alternativas eficazes para oferecer aos presentes condições necessárias para que a prática esportiva possa ser desenvolvida com segurança.

Imagem da ambulância presente na Operação Mão Amiga, realizada em novembro de 2015, na fazenda Aroeira em Sergipe – SE (Fonte: Facebook / Airsoft Sergipe).

Registro do atendimento médico realizado durante a Operação Cotton Factory 2°, realizada nos dias 10 e 11 de setembro de 2016, no Rio Grande do Norte – RN (Fonte: M2).

Atualmente através do Projeto de Lei n°5088/13 de autoria do Deputado Federal Onofre Santo Agostini (PSD/SC) tramita o Projeto de Lei que “torna obrigatória a permanência de ambulância de resgate e de profissional da área da saúde em lugares com grades aglomerações de pessoas”, igualmente em diversas regiões pelo país, existem  resoluções da Defesa Civil e dos Conselhos Regionais de Medicina que já indicam a obrigatoriedade de ambulâncias para eventos esportivos com um número igual ou superior a 1.500 pessoas.

No Estado do Rio de Janeiro, o Projeto de Lei n°842/2015 de autoria da Deputada Estadual Martha Rocha que “reconhece o paintball e o airsoft como desporto, e regulamenta suas práticas e seus equipamentos no Estado do Rio de Janeiro”, sofreu durante o processo legislativo uma Submenda à emenda aditiva n° 02 que prevê: “Art. 10 (Parágrafo Único): Nos locais autorizados para realização das atividades esportivas, descritas no caput, será obrigatório a permanência de ambulância com equipe de saúde habilidade sempre que ocorrerem atividades com mais de 100 (cem participantes)”,  demonstrando a preocupação do legislador com a segurança dos praticantes.

Cuidar da segurança dos participantes e a garantia de um evento esportivo de sucesso e credibilidade, evitando riscos e transcorrendo com tranquilidade para todos. Ao contratar uma empresa ou profissional especializado de qualidade o organizador demonstra sua preocupação com o público oferecendo uma boa infraestrutura através do valor arrecadado para realização do evento.

Referências:

BRASIL. Congresso Nacional. Projeto de Lei n°5088/13, de 04 março de 2013 que torna obrigatória a permanência de ambulância de resgate e de profissional da área da saúde em lugares com grades aglomerações de pessoas.

RIO DE JANEIRO. Assembleia Legislativa. Projeto de Lei n° 842/15 de 15 de setembro de 2015 que reconhece o Paintball e o Airsoft como desporto e regulamenta suas práticas e seus equipamentos no Estado do Rio de Janeiro.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Informe o Código para Comentar *